Agora também no Audiovisual

A partir da próxima segunda-feira, o conteúdo do Site do Daniel também estará disponível no audiovisual, com vídeos sendo lançados diariamente em meu canal do Youtube.  Além de artigos, vai ter também tutoriais, registros e qualquer outra coisa que me der na telha.

Vou justificar em números essa alternativa:

Veja o latifúndio que é este mercado de vídeos online!

E os números ainda tendem a crescer. Pois desde 2014, o consumo de vídeos online cresceu 135%. Sem falar que quase todas as TVs vendidas atualmente são SmarTVs, além do fato de 83 milhões de brasileiros ainda não acessarem a internet.

O brasileiro adora a combinação de imagem em movimento + som. Basta ver o alcance que a TV tinha em relação aos jornais e revistas, antes da internet.

Mas como você pode ver na imagem acima, estarei presente em diversas redes sociais.

Aproveita e já se inscreve no canal!

Canais do Youtube com conteúdo infantil podem desaparecer

Depois de concordar em pagar multa de US$ 170 milhões ao Departamento de Justiça dos EUA, o Yotube planeja acabar com anúncios exibidos em vídeos com conteúdo infantil.

Se isso de fato se concretizar, muitos dos canais que hoje são sucesso entre as crianças podem ficar desestimulados a produzirem novos vídeos. Pois os anúncios do adsense (sistema de propaganda automatizada do Google) não rendem rios de dinheiro, mas ajudam a pagar os custos de produção da maioria destes vídeos.

Só restaria aos produtores de conteúdo infantil o merchandising. Mas convenhamos que conquistar este tipo de propaganda dá muito mais trabalho.

Para alguns pais, a morte de certos canais até que não é má notícia.

Youtube e Doritos, as marcas queridas dos jovens

Um estudo elaborado pela consultoria norte-americana de marketing Ypulse listou as marcas preferidas da Geração Z que, segundo eles, são os nascidos(as) a partir de 1997.

O Youtube foi o campeão de preferência, seguido do snack Doritos. Em terceiro vem o biscoito recheado Oreo, seguido pelo Netflix e Hershey´s.

Vale lembrar que a pesquisa foi feita com jovens americanos. Porém sabemos que a cultura norte-americana é referência para os nossos jovens.

Youtube é celular, celular é Youtube

Nada menos do que 70% dos vídeos exibidos pelo Youtube são assistidos em celulares. É o que diz a página Google Ads. É por isso que a filiada do Google vai permitir que anunciantes publiquem suas peças em modo vertical.

E com o crescimento dos vídeos do Instagram gravados também nessa posição, logo logo o Youtube vai dispor de visualizações de vídeos que são gravados com celular em pé.