Cuidado com o golpe do FGTS pelo Whatsapp

(Reprodução/dfndr lab)
(Reprodução/dfndr lab)

No dia seguinte ao anúncio da liberação de saques do FGTS, vagabundos digitais não perderam tempo e já haviam lançado mensagens-isca através do Whatsapp para roubar dados e senhas bancárias daqueles interessados no assunto. De acordo com a Dfndr Lab, da PSafe, o golpe já chegou ao Whatsapp de mais de 100 mil brasileiros.

Portanto, se você quer saber seu saldo do FGTS, não clique em links repassados por este aplicativo. Basta verificar através de sua conta corrente pelo Internet Banking da Caixa. Mas se você não for correntista, baixe o App oficial do FGTS na Play Store ou Apple Store.

Confira o resumo das regras de saque do FGTS

Finalmente a novela acabou!

O Governo Federal divulgou, na tarde de hoje, as tão aguardadas regras para saque de contas ativas e inativas do FGTS.

Todos vão poder sacar até R$ 500,00 com data-limite em março/2020. O valor será creditado automaticamente para trabalhadores que possuem conta poupança na Caixa.

Pode parecer pouco, mas cerca de 84,4% das contas de FGTS possuíam saldo inferior a um salário mínimo em 2017. Logo, a abrangência desta regra é larga. Sem falar que, para um assalariado mínimo, R$ 500 é bastante dinheiro.

A novidade está por conta do modalidade de Saque Aniversário: os detentores das contas ativas poderão sacar fatias mais substanciais do fundo anualmente, sem precisar fazer acordo com o patrão para ser demitido e assim ter acesso ao valor do fundo.

Veja mais detalhes no infográfico abaixo:

Infografico do resumo das regras de saque das contas de FGTS
(Internet)

A novela FGTS: muito lero-lero e nada de concreto

(Internet)
(Internet)

Prometida como a grande novidade dos 200 dias de governo, a permissão para o saque de parte do FGTS foi adiada sem maiores explicações. Neste meio tempo, discussões entre diversos interessados (tanto no saque quanto na manutenção do fundo) ocorreram.

Há quem acredite que vai sair apenas um “trocado” de R$ 500. Outros dizem que não vai sair nada.

A ansiedade se justifica: o povo quer acesso ao seu dinheiro para ter um respiro nas contas do mês. O governo quer reativar a economia.

Só que o FGTS fornece dinheiro barato para estimular o desenvolvimento de moradias e infraestrutura do Brasil. Por isso que é bastante justificável que ele seja mantido.

Próxima quarta-feira acaba essa novela.