Para ter total privacidade, só usando papel

maquina_escrever

Bernardo Provenzano era um mafioso italiano conhecido por uma prática incomum de comunicação. Ele não usava aparelhos celulares ou bips para falar com seus comparsas, por medo de grampo da polícia. Provenzano usava o Pizzini, que é um bloco de papel acompanhado de lápis, muito famoso na Itália.

Em 2013, após Edward Snowden mostrar que os EUA monitorava os principais países do mundo, a Rússia determinou que documentos ultrassecretos deveriam ser criados apenas em máquinas de escrever.

E por fim, neste ano, descobrimos que as principais figuras políticas e jurídicas do Brasil também foram grampeadas.

Ou seja: se você está na internet, você está vulnerável. Ponto.

É evidente que não devemos ser paranóicos. Não dá pra viver sem internet. E sua vida, e o que você faz, não é de interesse de 99,999% dos brasileiros.

Mas, para comunicações bem específicas, a ideia de escrever documentos à mão ou em máquinas de escrever talvez não seja tão absurda assim.

Quem souber trabalhar e analisar Biga Data vai ser o cara!

Se você ainda não conhece termo, prepare-se: quem for craque em Big Data será disputado a tapa no mercado.

Big Data é mais do que a tradução simplória de “Grandes Dados.” Significa um imenso volume de dados coletados por plataformas digitais através dos hábitos dos seus usuários.

O simples movimento de você entrar no Instagram, curtir uma foto e comentar já oferece uma quantidade enorme de dados sobre sua pessoa, como sexo, idade, gostos, horário de uso, etc. Agora multiplique toda essa informação por milhões de usuários da plataforma. Isto é Big Data.

E para que serve isso? Ora, para que a Netflix ofereça um filme de acordo com os últimos filmes e séries que você viu; para que o Facebook exiba um anúncio que seja útil a você; para que o iFood sugira restaurantes que sejam do seu agrado.

Dito assim, o conceito parece simplista, mas a análise do consumidor através da Big Data gera para as empresas uma economia de milhões de dólares/reais em publicidade, já que seu direcionamento é mais certeiro. Há também o aumento das receitas, pois as empresas conseguem oferecer produtos de acordo com o perfil do cliente, aumentando as chances de venda e, por consequência, seu ticket-médio.

Conheça Big Data, estude, se aprofunde. E abrace o sucesso!