Município do Rio de Janeiro tem seu próprio painel de dados sobre Coronavírus

 

Um erro comum a nós, brasileiros, é tomar a realidade do nosso país continental como nossa referência local. Pois o Brasil é tão grande que podemos dizer que há diversos “países” dentro do nosso Brasilzão. Cada estado e cada grande cidade tem sua realidade particular. Como é o caso do município do Rio de Janeiro.

É importante saber disso quando falamos sobre Covid-19. Pois como quase ninguém tem viajado nesses tempos de coronavírus, é bem razoável que nós levemos em conta somente a curva de infecção da nossa cidade. Ela sim vai mostrar o risco real que corremos.

Ao clicar na foto acima, você será redirecionado(a) ao Painel Rio-Covid, que exibe somente casos registrados na capital fluminense. O painel é bastante informativo, com diversos dados disponíveis.

Através dele, podemos calcular o atual risco de contágio que corremos. Se pegarmos todos os casos registrados até hoje em nossa cidade, diminuir os recuperados, multiplicar por 15 (que é a estimativa de subnotificações), diminuir o total de óbitos, dividirmos o resultado pela população carioca (6,7 milhões) e multiplicar por 100 (o cálculo não é tão difícil quanto parece), podemos concluir que, hoje, há 1 infectado para cada 243 cidadãos deste município. Logo, as chances de infecção giram em torno de 0,4%.

Como anda meu fundo de investimento durante esta crise do Coronavírus?

Quem acompanhou os podcasts que publiquei no meu canal do Youtube viu que aproveitei esta crise para aumentar meu posicionamento em Eletrobras e começar a investir na Afluente T. Mas e no geral, como anda o desempenho em relação ao Ibovespa?

Bom, antes de tudo, devo informar que mudei o nome do meu fundo. Não é mais Daninvest. Desde setembro, passei a chamá-lo de Potencial Fundo Multimercado, pois acredito que é um nome mais aderente à filosofia do fundo: buscar ativos em diversos mercados com alto potencial de valorização, e não apenas aquelas boas pagadoras de dividendos ou geração de caixa.

Agora o desempenho. Em 2019, alcancei uma valorização de 95% frente a valorização de 32% do Ibovespa. Sim, meus caros, foi uma valorização espetacular! E tudo pode ser comprovado pelas notas de negociação que guardo carinhosamente comigo.

Só que este ano as coisas estão mais complicadas, como sabemos. O fundo amargou desvalorização de 29% no 1T-2020. Porém, ainda está bem melhor que o Ibovespa, que fechou o trimestre negativo em 37%.

Atualmente, a carteira do fundo Potencial está composta assim:

Acredito que a bolsa já atingiu seu piso em 2020, e daqui pra frente haverá uma valorização generalizada, pois o Coronavírus está sendo controlado na Europa e no resto do mundo.

É esperar pra ver.