Cartão de crédito da Apple será livre de tarifas

Apple Card sai em Agosto
(Divulgação)

Uma fonte segura do canal de notícias Bloomberg afirmou que a Apple deve lançar já o seu cartão de crédito em parceria com o banco de investimentos Goldman Sachs. A novidade já estaria na praça agora, em agosto.

Veja que interessante: uma empresa de tecnologia vai lançar um produto financeiro. Mais uma prova da tendência de que tecnologia e negócios estarão cada vez mais unidos e dependentes um do outro.

Cartões de crédito sem tarifas são um caminho sem volta. Ninguém quer pagar anuidade. Nubank e Digio estão aí para provar. Quem ainda paga essas tarifas são desavisados ou reprovados em sistemas de risco de crédito. Mas que, muito em breve, também serão atendidos e poderão dar adeus aos abusos das bandeiras.

Fintechs vieram para ficar, adapte-se

(Internet)
(Internet)

A Nubank ainda não reporta lucros em seus balanços anuais. Isso é suficiente para que alguns profissionais tradicionais do ramo financeiro fiquem proferindo por aí que fintechs não são nada mais do que uma simples moda. E que os grandes bancos vão engoli-las.

Algo semelhante aconteceu com o Napster. Ele acabou fechando, mas logo filhotes semelhantes nasceram e se multiplicaram.

A Nubank pode até acabar, mas a demanda por cartões de crédito populares sem anuidade e por empréstimos bancários com juros mais baixos e sem venda casada vieram para ficar.

Os grandes bancos vão se adaptar. Só os bancários dinossauros é que ficarão pelo caminho.