Paulo Guedes perde força no governo e privatizações ficam ameaçadas

Sei que o foco do noticiário do dia foi o Ministério da Justiça, mas quero falar da economia. Pois ontem o Ministro da Casa Civil apresentou um programa muito parecido com o PAC de Lula e Dilma. Ambos tem em sua espinha dorsal o crescimento econômico promovido por investimentos do estado. E o projeto foi feito sem a consulta de Paulo Guedes, que é um liberal convicto. Isso evidencia que Guedes não é mais o Posto Ipiranga do presidente. E assim o ministro e seus projetos perdem força.

Isto acende o sinal amarelo nos investimentos calcados em privatizações. Na manhã de hoje, ao avaliar o cenário descrito acima, decidi colocar uma ordem de stop loss em Eletrobras a R$ 24,25. E na semana passada eu já havia colocado uma ordem semelhante nos papéis do Banco Pan, a R$ 5,45, que acabaram sendo executadas hoje à tarde. Havia percebido que a Caixa tinha problemas mais urgentes para pensar no curto e médio prazo do que a venda de sua participação no ex-banco do Sílvio Santos. Falarei com mais detalhes sobre este investimento em breve.

Hoje à noite, mais um forte indício da minoração de Guedes: o Jornal da Record, canal que é amigo do rei, bateu forte em sua figura. Entre as várias críticas feitas, acusou o Ministro da Economia de falta de sensibilidade com os mais pobres.

A maré virou mesmo na macroeconomia brasileira.

Curta a página no FacebookCurta a página no Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *