O espetacular investimento em Banco Pan: 196% de valorização!

 

Era final de janeiro/2019. O Brasil estava há poucos dias sob nova gestão, e a ordem era vender todos os ativos que pudesse. Na Caixa, um dos ativos na mira era a participação no Banco Pan. Segundo fontes do Estadão, o banco estava com pressa se desfazer deste ativo.

Então me deparei com esta notícia da MoneyTimes, dizendo que as ações do ex-banco do Sílvio Santos tiveram forte valorização após o vazamento do Estadão. Identifiquei aí uma boa oportunidade de investimento, já que o mercado adora uma privatização. Chequei os fundamentos da empresa e entrei com o preço a R$ 2,11. A estratégia era vender um ano após o desfazimento da participação da Caixa. Considerava que este era um tempo razoável para que o mercado precificasse corretamente as ações após gestão 100% privada.

Os meses se passaram e o papel foi conquistando valorizações generosas. Em outubro, vendi parte do investimento com valor equivalente ao capital inicial. Ou seja, peguei de volta o valor investido e continuava no papel apenas com o lucro.

Em meados de abril de 2020, devido aos diversos acontecimentos que todos nós já sabemos, percebi que a maré estava virando no governo e que a Caixa tinha problemas demais para se preocupar antes da venda do Banco Pan. Então, no dia 16, coloquei uma ordem de stop loss a R$ 5,45 em todos os papéis que eu tinha. A ordem foi executada uma semana depois.

Resultado: calculando o preço médio das venda em outubro/2019 e abril/2020, chego ao valor de venda final de R$ 6,25. Como comprei todos os papéis a R$ 2,11, chego ao fantástico resultado de 196% de valorização! Praticamente tripliquei o valor investido! Para se ter uma ideia, no mesmo período, o Ibovespa desvalorizou-se -16% e o CDI girou em torno de 5%.

Este investimento me abriu os olhos para empresas pouco faladas na bolsa, as chamadas microcaps e smallcaps. São empresas de menor valor de mercado e menos famosas, mas com imenso potencial de crescimento.

Olho nelas!

Curta a página no FacebookCurta a página no Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *