A onda bolsonarista passou

Há um ano atrás, após o 1º turno das eleições 2018, o Brasil vivia uma grande onda bolsonarista. Jair Bolsonaro quase foi eleito Presidente da República no 1º turno e centenas de deputados federais, alguns senadores e até governadores lograram sucesso surfando nesta onda e colando sua imagem ao futuro Presidente.

Só que, 12 meses depois, o cenário é bem diferente e bem mais difícil.

A economia continua patinando e, por isso, o desemprego continua alto. Diversos deputados federais e governadores já debandaram. Uma certa rádio paulista, antes claramente bolsonarista, já disse que não hesitaria em pular fora caso a maré virasse, que “estaria com os ouvintes” e não com Bolsonaro. Uma revista eletrônica anti-Lulista, que havia se agarrado a esta onda para derrotar o ex-presidente, essa semana publicou uma reportagem denunciando que influenciadores digitais eram aliciados financeiramente para falar bem do presidente. O MBL pulou fora em maio. E até mesmo um youtuber roqueiro muito famoso, que era bolsonarista até a alma, está sendo perseguido pelos “simpatizantes” do presidente.

Mas não para por aí. Lá fora, a maré liberal também virou. Mauricio Macri será derrotado na Argentina nas eleições deste fim de ano. Benjamin Netanyahu, aliado de Bolsonaro, também está ameaçado na liderança de Israel. E Donald Trump, o amigão da América, está sofrendo um processo de impeachment.

Tudo isso em menos de 1 ano de mandato.

Ou o desemprego começa a cair mais aceleradamente, ou Bolsonaro terá vida difícil nas eleições de 2022.

 

Versão em Videocast

Confira o resumo das regras de saque do FGTS

Finalmente a novela acabou!

O Governo Federal divulgou, na tarde de hoje, as tão aguardadas regras para saque de contas ativas e inativas do FGTS.

Todos vão poder sacar até R$ 500,00 com data-limite em março/2020. O valor será creditado automaticamente para trabalhadores que possuem conta poupança na Caixa.

Pode parecer pouco, mas cerca de 84,4% das contas de FGTS possuíam saldo inferior a um salário mínimo em 2017. Logo, a abrangência desta regra é larga. Sem falar que, para um assalariado mínimo, R$ 500 é bastante dinheiro.

A novidade está por conta do modalidade de Saque Aniversário: os detentores das contas ativas poderão sacar fatias mais substanciais do fundo anualmente, sem precisar fazer acordo com o patrão para ser demitido e assim ter acesso ao valor do fundo.

Veja mais detalhes no infográfico abaixo:

Infografico do resumo das regras de saque das contas de FGTS
(Internet)

Governo acha 140 mil aposentadorias irregulares

(Internet)
(Internet)

A MP 871, aprovada no início de junho, já está rendendo ao governo uma economia estimada em R$ 21 bilhões em 10 anos. E estes são números preliminares.

Reportagem do jornal O Globo traz a informação de que técnicos do governo federal suspenderam cera de 140 mil benefícios irregulares, como pagamentos realizados após a morte do aposentado, além de fraudes com documentos falsificados.

A Seguridade Social é fundamental para amparar nossos idosos na fase da vida em que temos mais dificuldade de trabalhar. Por isso é fundamental esta auditoria no pagamento dos benefícios, para que o dinheiro vá para quem realmente precisa.

A repercussão do post sobre Tabata Amaral

(Print do Facebook)
(Print do Facebook)

No dia 10 de julho, fiz um post sobre a decisão da deputada Tabata Amaral em contrariar a determinação do comando do seu partido, que a ameaçou de expulsão, e votar com a sua convicção.

Não entrei no mérito sobre ela estar certa ou errada. Apenas fiz um paralelo com o mercado de trabalho destacando que, quando o profissional é qualificado, ele não teme ser demitido se contrariar as vontades do chefe ao fazer o que acha que é correto.

O tema evidenciou, mais uma vez, a polarização política no Brasil. Reitero que a questão central do post não era avaliar a posição política da deputada. Mas não adianta: atualmente, no Brasil, política virou futebol. Tudo é motivo para debate.

No Facebook, a postagem gerou dezenas de reações. Dos 71 comentários até o momento, foram 15 a favor e 41 contra. Já nas curtidas, foram 35 a favor e 22 contra. E 20 compartilhamentos.

No balanço final, foram 70 reações a favor e 63 contra.

Como não é necessário uma votação majoritária para que a deputada se reeleja, acredito que Tabata ganhou muito mais do que perdeu com o episódio.

Petrobras e Banco do Brasil aceleram desinvestimentos

Refinaria da Petrobras
(internet)

Reportagem do Estadão deste domingo mostrou que, apesar do programa de desestatização do governo estar indo devagar, empresas como Petrobras e Banco do Brasil estão realizando desinvestimentos de forma acelerada.

Somente no 1º semestre, as estatais brasileiras arrecadaram um total de R$ 54 bilhões entre concessões e privatizações.

Destaque para a Petrobras, que já levantou cerca de R$ 33,1 bilhões somente com a venda da subsidiária Transportadora Associada de Gás (TAG).

Mais modesto, porém ágil, foi o Banco do Brasil, que também contribuiu com aproximadamente R$ 1,8 bilhão ao vender sua participação na Neoenergia.

Até o fim do governo Bolsonaro, a meta do Ministério da Economia é arrecadar R$ 450 bilhões.