Caso Tabata é exemplo para o mercado de trabalho

(internet)
(internet)

A deputada Tabata Amaral ganhou evidência na votação da Reforma da Previdência por ir contra a determinação do seu partido, o PDT, de votar não ao texto. Tabata foi até mesmo ameaçada de expulsão pelo partido.

Para quem não a conhece, Tabata foi uma aluna de destaque no ensino médio. Tanto que despertou a atenção de diversas universidades americanas. Sim, ela pôde ESCOLHER onde estudar. E cursou Harvard.

E por que ela é um exemplo para o mercado de trabalho? Porque Tabata Amaral demonstra que, com qualificação, ninguém teme demissão.

E não falo de profissionais com diplomas importantes como Harvard, USP, UFRJ… falo em qualificar-se de tal forma que a sua competência, seu diferencial e seu valor fiquem evidentes perante aos olhos dos contratantes, perante aos olhos do mercado.

Com qualificação, o profissional pode SE IMPOR no mercado de trabalho. Pode “demitir” seu atual chefe por ter conseguido empresa melhor para trabalhar. Pode até mesmo montar sua empresa.

Qualificação! Já falei isso e falo de novo. Qualifique-se. Hoje em dia é muito mais fácil qualificar-se, pois a internet é grande aliada nesse sentido.

Busque qualificação, diferencial, competência. Saiba fazer e saiba fazer bem. E deixe isso muito claro ao olhos do mercado. Assim você consegue autoridade moral para dizer “não” ao seu superior quando achar que deve, assim como fez a deputada nesta noite.

E que, nesse momento, já deve ter em mãos vários convites para ingressar em outros partidos.

Reforma da Previdência passa com facilidade

(Luis Macedo/Câmara dos Deputados)
(Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

O divisor de águas da Reforma da Previdência foi hoje, 10 de julho de 2019. Hoje ficou provado que a Reforma da Previdência vai estar em vigor em aproximadamente 3 meses. Os 379 votos a favor comprovam isso.

Este era o principal embate que os apoiadores da Reforma esperavam ganhar: a votação no 1º turno no Plenário da Câmara dos Deputados. Pois sabemos que o 2º turno será uma repetição quase exata do primeiro em número de votos. E o Senado, como vimos no impeachment da Dilma, costuma apenas referendar a decisão da Câmara em se tratando de assuntos polêmicos, uma vez que a pressão é muito mais concentrada sobre cada uma das 81 cabeças do Senado do que das 513 da Câmara, onde a cobrança é mais distribuída.

Que seja um marco também da recuperação econômica do país com geração de empregos.

Ações da Apple estão com viés de baixa

(Reuters)
(Reuters)

A empresa fundada por Steve Jobs já viveu dias melhores.

Além do recente anúncio da saída de Jony Ive, o designer por trás dos grandes sucessos da empresa, relatórios de analistas de Wall Street indicam que esta gigante da tecnologia vai enfrentar momentos difíceis pela frente.

Eles estão recomendando a venda de ações da Apple. O motivo estaria na expectativa decepcionante das vendas de iPhone no 2º semestre deste ano, além do esperado lento crescimento das venda de iPads.

Apesar dos bons resultados que a empresa apresentou nos últimos trimestres, a verdade é que há muito tempo que a Apple não lança um produto que salta aos aos olhos do consumidor, assim como foi o iPod, iPhone, iPad e Apple Watch.

A Apple está perdendo o tino inovador.

Itaú lança seu braço digital – o App ITI

(DIvulgação)
(DIvulgação)

Com o objetivo de competir no mercado das fintechs, o Itaú lançou, ainda em fase de testes, a sua plataforma digital chamada Iti.

O Iti funcionará como uma conta digital de pagamentos, com funcionalidades práticas para transferências, pagamentos por QR Code e depósito por meio de boletos.

O Itaú segue a mesma estratégia do Bradesco, que decidiu preservar a marca principal e lançar um app de pagamentos à parte, o Next, para marcar presença entre as fintechs.

Talvez esses dois bancões acreditem que suas marcas são muito valiosas para ficarem competindo com nanicos como Nubank, Banco Inter e Agibank. O chato é que estão preservando marcas de um modelo de negócios que está entrando em desuso, aquele em que o cliente vai à agência para bater um papo com o gerente, que quase sempre oferece produtos interessantes para o banco, mas ruins para ele.

É uma estratégia equivocada.

Por que investi em BPAN4 – Banco Pan?

(Reprodução / Interne
(Reprodução / Interne

Após divulgar o balanço semestral da minha carteira de renda variável, alguns amigos perguntaram-me como eu sabia que a ação do Banco Pan iria saltar de R$ 2,11 em janeiro para os atuais R$ 10,08.

Aí é que está: eu não sabia! Apenas percebi indícios de que essa seria uma boa ação para se investir.

Assim que a Caixa anunciou que queria se desfazer de sua participação no Banco Pan e o mercado gostou, vi que ali tinha potencial de valorização ainda maior até a negociação se concretizar. Pois o mercado adora investir em empresas que serão privatizadas, mesmo que em parte e mesmo sem saber se aquele negócio é lucrativo ou não no médio e longo prazo.

Só que o impulso foi melhor do que o esperado. Cerca de 1 mês depois da minha aquisição, já havia uma valorização de quase 50% em seu preço.

Até que, ao final de maio, a Empiricus também se deu conta do potencial do Banco Pan e passou a recomendar sua compra. Aí a BPAN4 explodiu!

Entenda facilmente o conceito EBITDA

(Internet)
(Internet)

Um importante dado indicativo da boa saúde de um negócio é o Ebitda. Você sabe o que é?

Ebitda é uma sigla em inglês para Earnings before interest, taxes, depreciation and amortization. Em português, “Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização” (também conhecida como Lajida).

Simplificando, Ebitda é o lucro bruto do negócio. É o quanto ele faz de dinheiro, menos o custo operacional.

A análise do Ebitda é importante porque define qual é a margem de ganhos que uma empresa gera em seu estado natural. Se ela for magra antes mesmo de se descontar impostos e outras obrigações, é sinal de que aquele negócio não está tão rentável assim e que sua sobrevivência no médio e longo prazo corre sério risco.

Por outro lado, muitas vezes o Ebitda é alto mas o lucro líquido é baixo, o que passa uma falsa sensação de que o negócio é fraco. Mas nesse caso, basta alguns ajustes nas obrigações pós Ebitda para que a empresa volte a ser uma máquina de gerar dinheiro.

Caso Mauro Naves alivia folha salarial da Globo

(Reprodução/Veja SP)
(Reprodução/Veja SP)

Agora é oficial: Mauro Naves já não faz mais parte do time esportivo da Rede Globo. Foi demitido formalmente.

O jornalista foi afastado durante a polêmica de Neymar com a modelo Najila Trindade, que acusou o jogador de estupro. A justificativa para seu afastamento foi a de que o repórter agiu de maneira antiética ao fornecer o telefone do pai de Neymar para o então advogado da modelo, que buscava um acordo com o jogador.

Acredito que o motivo apresentado é fraco, e que a verdadeira razão é mais simples de entender: com 31 anos de casa, Mauro Naves tinha um dos maiores salários do jornalismo esportivo da Globo. E como a emissora está sendo obrigada a rever toda a sua folha salarial, o caso serviu como desculpa para dispensar o experiente repórter.

Entregas por drones são ideias legais e inviáveis

entregas_drones

O jornalista Gabriel Francisco Mascarenhas levantou uma boa questão em uma matéria escrita para a página de tecnologia do Uol. Afinal, será que o tão propalado futuro com entrega de encomendas por drones é realmente factível?

Parece que para a Amazon, Uber e Google não restam dúvidas. Tanto é que as três gigantes da tecnologia investem pesado nesta ideia.

Mas para pra pensar: os Correios entregam cerca de 6 bilhões de objetos postais todo o ano em todo o território nacional. Isso dá cerca de 1,6 milhões de entregas por dia, e somente por uma empresa. Some-se a isso entregas da Americanas.com, Casas Bahia, Magazine Luiza… seria uma verdadeira revoada de caixas voando sobre nossas cabeças! Não vejo futuro nisso não.

Esta ideia me lembra o óculos do Google (Google Glass). Ficou anos sendo testado. Ao ser posto no mercado, algumas unidades foram vendidas, mas não empolgou.

Há ideias que são ótimas na imaginação, mas que na vida real não sobrevivem.

Receita Federal já liberou consultas ao 2º lote

(Internet)
(Internet)

Cerca de 3 milhões de felizardos contribuintes terão direito a receber a restituição do Imposto de Renda 2019 já no próximo dia 15 de julho. A Receita Federal liberou nesta segunda-feira a consulta dos restituídos. Então se você declarou seu imposto de renda cedo e tem valores a receber, são grandes as suas chances de estar nesta lista.

De acordo com o Fisco, serão pagos cerca de R$ 5 bilhões nesta leva, o que dá uma média aproximada de R$ 1.700 por contribuinte.

As consultas estão disponíveis através do telefone 146, pelo site ou app da Receita Federal.

Sempre é bom ter R$ 5 bilhões ajudando a roda da economia a girar.

Carteira Daninvest valorizou-se 105,95% no 1º Semestre

placa_rendimento_carteira_daninvest_1o_semestre_2019_2

O 1º semestre foi ótimo para os investimentos em ativos variáveis. Com a perspectiva da melhora da economia, os grandes players do mercado tiraram o escorpião do bolso e apostaram nas empresas brasileiras. Tanto é que o Ibovespa valorizou-se 14,9% no período.

Mas para a carteira Daninvest, o período não foi ótimo não… foi fantástico! A carteira conquistou um resultado espetacular: rendimento de 105,95% no 1º semestre de 2019. Ou seja, ela mais que DOBROU de valor!

Mas o que é a Carteira Daninvest?

É simplesmente os investimentos que faço em renda variável. 90% do meu patrimônio está alocado em renda fixa (Tesouro Selic, FGTS e Fundo de Pensão), os outros 10% estão aplicados em renda variável.

Como foi o desempenho da carteira?

carteira_daninvest_1o_semestre_2019

Note que os valores estão mensurados por pontos, por questão de sigilo patrimonial.

Devo destacar que a grande sensação do período foi o Banco Pan. Comprei papéis da empresa assim que saiu a notícia no Money Times de que a Caixa estava querendo vender sua participação no antigo banco do Sílvio Santos. Como o mercado adora uma privatização, resolvi surfar na onda. Só que não esperava tanto: de R$ 2,11 em 28/01, as ações estão precificadas hoje em incríveis R$ 10,20! Posteriormente, além da perspectiva de sua venda pela estatal, contaram também a digitalização acelerada dos seus serviços e a recomendação da Empiricus para a compra deste ativo.

Veja a importância que o ativo ganhou na carteira no período, saltando de 21,2% para 43,5%:

Início do Semestre
Início do Semestre
Fim do Semestre
Fim do Semestre

Para o post não ficar muito extenso, vou parando por aqui. Mas voltarei a fazer comentários sobre a carteira nos próximos posts. E todo início de mês farei a atualização do seu valor.

Ah, e só para deixar claro: esse post não configura sugestões ou orientações de investimentos. É apenas demonstrativo.