A “sofrida” vida dos bilionários alemães

(reprodução)
(reprodução)

A Bloomberg traz uma reportagem em que Susanne Klatten e Stefan Quandt, herdeiros da BMW, dão declarações um tanto quanto polêmicas – ou risíveis. Os bilionários alemães alegam que a vida de um super-rico não é tão fácil quanto parece.

A dupla diz que é preciso lidar com a insegurança do mercado, a pressão por resultados e a responsabilidade de gerar empregos. De acordo com a dupla, “muitos acreditam que estamos permanentemente sentados em um iate no Mediterrâneo.”

Pobres bilionários…

Mas acredito que seja fácil resolver este problema: basta vender a BMW e doar toda sua fortuna para nós, brasileiros, que enfrentamos ônibus lotados e hospitais superlotados todos os dias.

Curta a página no FacebookCurta a página no Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *