7 verdades contra programar tudo do zero

old_computer

Alguns programadores xiitas ou iniciantes acreditam que todos os sistemas devem ser criados do zero. Que quem adapta código dos outros é preguiçoso ou não-criativo. Para estas pessoas, trago alguns fatos:

  1. Microsoft comprou o DOS de um programador de esquina para licenciar à IBM;
  2. Google comprou o Android para ter o seu próprio sistema operacional mobile;
  3. Apple comprou a Fingerworks para usar suas inovações de touchscreen no iPhone;
  4. Apple usou a base do sistema operacional da Xerox para criar o 1º Mac;
  5. Apple comprou a SoundJam MP para criar o iTunes;
  6. Criadores de jogos mobile aproveitam starter kits para criar seus próprios games;
  7. Zuckerberg usou o ConnectU como referência para criar o Facebook.

Logo, se você reaproveita códigos de terceiros e/ou usa frameworks e IDEs, não se culpe ou não pense que você é menos capaz.

Se você utiliza esses recursos de acordo com as respectivas licenças, você está sendo um programador inteligente e alinhado com com os conceitos de ninguém menos do que Steve Jobs, Bill Gates e Larry Page.

Não se aprende a programar em faculdade

 

Se você espera aprender a programar só quando entrar na faculdade de TI, cuidado! Pode ser uma cilada, Bino! A maioria das faculdades do Brasil tem uma teoria forte, mas a prática deixa a desejar. Tanto que muitos alunos confessam que só estão se formando parta ter o título de formado, ainda exigido por alguns recrutadores.

Pois veja este depoimento nos comentários do post acima, no Facebook:

Faço Análise e Desenvolvimento de Sistemas, estou na 4ª fase, até agora só aprendi visualg, Oracle, e HTML básico. É só encheção de linguiça. O que sei mesmo aprendi no cursoemvídeo.com.br com o professor Guanabara. Porém, no Brasil se você não tiver fazendo ou ter concluído o superior, os recrutadores nem te chamam para entrevista. (na faculdade) vão ficar falando de levantamento de requisitos, análise de negócio arquitetura de computadores, métodos de desenvolvimento. E só no final lá pela penúltima fase você vai ter contato com alguma linguagem de programação. Quer um conselho faça técnico. No curso técnico é programação do começo ao fim.”