Já está funcionando o Wi-Fi grátis do Google

O sonho de navegar gratuitamente pela internet está se tornando realidade: o Google já colocou para funcionar em São Paulo o seu Google Station, que são pontos de internet wi-fi totalmente gratuitos. A ideia é que este seja o experimento piloto para que, muito em breve, a ideia se espalhe pelas capitais brasileiras.

Fica claro que vai haver um problema lá na frente. Pois como ficam os interesses das empresas de telecomunicações? É sabido que as ligações telefônicas estão diminuindo e o uso de dados está aumentando. Aliás, ligações telefônicas podem ser feitas através do uso de dados, vide Whatsapp.

Ou seja: vender plano de dados é tudo o que resta para as operadoras de telefonia. Se o Google oferecer seu único business gratuitamente em larga escala, a briga vai ser feia!

Neymar cometeu crime cibernético ou não?

Para defender-se da acusação de estupro, Neymar divulgou semana passada em seu Instagram toda a conversa que teve com a modelo Najilla Trindade. Ali vê-se, além de pérolas que logo viraram diversos memes, um consentimento da modelo para ir até Paris ter relações sexuais com o jogador, além de diversas nudes.

Este ponto levantou a questão: Neymar teria cometido crime cibernético ao divulgar estas fotos, mesmo que embaçando o rosto da vítima?

O Olhar Digital consultou o advogado e especialista em Direito Penal Fernando Fabiani Capano. Ele diz que sim, Neymar pode ser responsabilizado. Ele diz que o rosto da modelo não está completamente desfocado.

Com uma posição contrária, o especialista em negócios e privacidade nos meios digitais, Leandro Alvarenga, diz que é preciso avaliar as circunstâncias do caso e que, no caso, não houve dolo do jogador em expor as fotos especificamente, e sim toda a conversa.

Como hackers invadiram o celular de Sérgio Moro

O escândalo causado pelo vazamento de troca de mensagens do então juiz e atual ministro da Justiça Sérgio Moro e o promotor Deltan Dallagnol tem na sua origem a invasão que hackers efetuaram no celular de Moro.

Danilo Barsotti, diretor de cibersegurança de uma empresa de TI, informou ao Infomoney que há variadas formas de invadir um sistema operacional de um celular.

Só que o mais comum não tem a ver tanto com codificação e ataques cibernéticos. É mais uma falha de segurança das operadoras de celular.

Barsotti afirma que, nesta caso, o fraudador consegue os dados da vítima e solicita à operadora a transferência do número para um novo chip. Esta maneira é chamada de SIM swap. Há também casos de ataques através de redes de wi-fi públicas.

A prova de que o livre mercado pode dar certo

A guerra das maquininhas é uma prova cabal de que o mercado, quando é livre de fato, pode sim ser bom para o povo.

Há 5 anos atrás, apenas três máquinas de cartão reinavam absolutas no mercado: Cielo, Rede e Getnet. Até que, um belo dia, o PagSeguro lançou sua moderninha. Logo atrás vieram muitas outras: Stone, Safra Pay e muitas outras, todas com preços cada vez menores. Até que, neste ano, a Rede se coçou e baixou seus preços também. O Itaú, seu banco controlador, decidiu zerar a taxa de antecipação da máquina.

Ou seja, a chamada “guerra das maquininhas” fizeram com que os preços baixassem para o consumidor.

Quando não há cartel, quando impera a livre concorrência, Adam Smith ganha razão.

Futuro com cafeterias bancárias é uma ilusão

No final de março passado, visitei a cafeteria que um grande banco abriu no coração do centro do Rio de Janeiro. É de fato é um lugar muito bacana, é uma espécie de Starbucks bancária. Porém com um viés mais selecionado, elitizado.

Nada contra selecionar público e atender , mas achar que esse conceito vai segurar o fechamento das agências bancárias é ser muito inocente.

Hoje vemos agências de diferentes bancos coladas uma na outra. E sabemos que não há tanta demanda para café assim. Então SIM, as agências bancárias vão continuar fechando. Chuto que, em 10 anos, apenas metade ainda estarão de pé, e bastante modificadas.

Jovem americano cria fundo de investimento em seu quarto

Cole Mattox é apenas um adolescente de 18 anos, mas já administra um fundo de investimento multimercado com aproximadamente US$ 1 milhão.

Tudo começou quando Mattox começou a aprender finanças com o seu tio, que trabalhava na Goldman Sachs. E após realizar um curso de férias nesta corretora, o jovem decidiu abrir um fundo de investimentos chamado North Tabor Capital.

Como seria esta realidade no Brasil? Bem difícil, pois os poucos que são superavitários preferem guardar todo seu dinheiro na poupança, pois querem ter fácil acesso ao dinheiro em caso de emergência. Para se ter uma ideia, há na bolsa de valores apenas 1 milhão de CPFs inscritos, enquanto a população brasileira passa dos 200 milhões.

Samsung lança TV na vertical

Para atender a demanda daqueles que teimam em gravar vídeos com a câmera de celular em pé, a Samsung está lançando a primeira TV em que o consumidor tem a opção de colocá-la em posição vertical, bastando girá-la com a mão.

Por enquanto a novidade só está disponível para os clientes da Coreia do Sul. Mas como 90% dos consumidores de celular do planeta filmam em pé, não vai demorar para que esta novidade chegue até aqui.

Eu ainda prefiro gravar na horizontal. Mas quando a demanda é forte, não tem jeito. São os produtos que devem se adaptar aos consumidores, e não o contrário.

TI está entre os 10 setores que mais receberam aumento salarial em 2018

Uma pesquisa realizada pela PageGroup no Brasil constatou que o setor de Tecnologia da Informação foi um dos que mais receberam aumento salarial no ano passado.

Não é para menos. Com a alta demanda de mercado para mentes capacitadas a trabalhar na área e baixa formação de profissionais, é de se esperar que os que já estão inseridos no mercado recebam generosas ofertas para que não troquem de empresa.

Além de TI, os setores de RH, Serviços Financeiros, Vendas, Contabilidade, Varejo, Imobiliário, Seguros, Saúde e Engenharia também estão entre os dez  que mais valorizaram financeiramente seus profissionais.

Você trabalha em algum deles?

Ações do Banco Inter estão indo de vento em popa

valorizacaobancointer

Um dos líderes em seu segmento, o Banco Inter está voando em céu de brigadeiro. O banco é referência no segmento de fintechs, com o grande diferencial de não cobrar tarifas para os principais serviços bancários, como ted, doc, saques, entre outros. E consegui a façanha de ser lucrativo mesmo sem cobrar estes serviços, o que está fazendo-o conquistar clientes dos cinco grandes bancos dominantes do mercado e ser a vanguarda deste novo modelo de negócios, que está redesenhando completamente o sistema bancário nacional.

Só este ano, os papéis da empresa valorizaram-se quase 61%. Porém há quem diga que este é só o começo, pois muitos clientes ainda não descobriram que podem realizar transações bancárias a custo zero.

7 verdades contra programar tudo do zero

old_computer

Alguns programadores xiitas ou iniciantes acreditam que todos os sistemas devem ser criados do zero. Que quem adapta código dos outros é preguiçoso ou não-criativo. Para estas pessoas, trago alguns fatos:

  1. Microsoft comprou o DOS de um programador de esquina para licenciar à IBM;
  2. Google comprou o Android para ter o seu próprio sistema operacional mobile;
  3. Apple comprou a Fingerworks para usar suas inovações de touchscreen no iPhone;
  4. Apple usou a base do sistema operacional da Xerox para criar o 1º Mac;
  5. Apple comprou a SoundJam MP para criar o iTunes;
  6. Criadores de jogos mobile aproveitam starter kits para criar seus próprios games;
  7. Zuckerberg usou o ConnectU como referência para criar o Facebook.

Logo, se você reaproveita códigos de terceiros e/ou usa frameworks e IDEs, não se culpe ou não pense que você é menos capaz.

Se você utiliza esses recursos de acordo com as respectivas licenças, você está sendo um programador inteligente e alinhado com com os conceitos de ninguém menos do que Steve Jobs, Bill Gates e Larry Page.