Como foi a privatização do Banespa

Muitos funcionários do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal temem a privatização destas instituições financeiras com a eleição de Bolsonaro ou Alckmin. Se um dia isso se tornar realidade, como os funcionários seriam tratados?

Eis um depoimento de um ex-funcionário do Banespa, que não foi demitido e continuou trabalhando como funcionário do Santander:

“Fizeram um Plano de Demissão Voluntária (PDV) e saíram mais funcionários do que o esperado. Quem ficou, precisou abrir mão de certas coisas. Ficamos com o salário congelado 3 ou 4 anos, acabaram com os abonos de falta e compraram o anuênios. Continuamos com nosso fundo de pensão – Banesprev e nosso plano de saúde próprio – a Cabesp. Quem trabalhava ficou até se aposentar.  Não posso reclamar muito, apesar de ter o salário reduzido e a perda de direitos. Fiquei até  o final e só fui mandado embora porque entrei na justiça contra o banco, mas já estava aposentado pelo INSS.”

Bloquear por um tempo posts de amigos no Facebook

A discussão política no Facebook está enchendo o saco, não é verdade? Você entra da rede social para relaxar um pouco, dar umas risadas, e lá está o militante bolsonarista ou petista enchendo sua timeline palavras de ordem em formato de memes. Haja saco!

Mas há uma forma simples de resolver isso. Basta clicar no canto superior direito do post e selecionar a aba “Modo Soneca”. Pronto! Durante 30 dias você não verá mais posts desse amigo. Confira na imagem abaixo:

soneca

10 anos da falência do Lehman Brothers

Ontem completou-se 10 anos da falência do grande banco de investimentos americano Lehman Brothers.

O ocorrido ficou marcado não só por causa do grande tremor que causou no mercado financeiro, mas pela prova cabal de que o mercado não consegue se auto-regular, o que vai contra as teorias liberais.

Ficou provado que as agências de classificação de risco fechavam os olhos para os títulos podres que eram avaliados com rating AAA.

Na verdade, elas vendiam boa classificação.

Como seria viajar para a Coreia do Norte?

Ontem o Youtube me sugeriu um vídeo muito interessante. O Rodrigo viajou para a Coreia do Norte e gravou tudo.

Pareceu que os turistas não são hostilizados por lá. Rodrigo pôde gravar bastante coisa e gerar um bom conteúdo.

Mas fica evidente a TOTAL falta de liberdade. Em nenhum momento os turistas podem desviar da rota estabelecida pelos quais turísticos.

Lamentável.

Caso Marielle Franco já completou 6 meses

O assassinato da vereadora Marielle Franco e seu motorista acabou de completar 6 meses sem responder a 2 perguntas: Quem mandou matar Marielle? E com que motivação?

Eu sei que as investigações estão em curso. Mas a impressão que dá é que é possível eliminar uma autoridade pública sem problemas e sair ileso disso. E viver normalmente.

Esqueça a ideologia da vereadora. Seria igualmente vergonhoso se a autoridade pública nesse caso fosse um vereador de extrema-direita.

O crime contra o Estado Democrático de Direito deve ser severamente punido. É a ordem social que está em jogo.

Saque de cervejas Brahma em caminhão tombado

Este triste episódio aconteceu na Av. Dom Hélder Câmara, subúrbio do Rio, no dia  03 deste mês.

Aí depois falam que a corrupção política é o principal problema do Brasil. Não é. A causa da crise é mais profunda. É uma crise dos valores.

Enquanto houver uma profunda mudança nos valores da sociedade, vamos continuar tirando velhos corruptos no Congresso e elegendo novos.

Falta muito ainda pra mudarmos de verdade.

O diabo no Rio de Janeiro não é tão feio quanto parece

O Monitor da Violência, criado pelo portal de notícias G1, mostra que o diabo no Rio de Janeiro não é tão feio quanto parece.

Pelo menos 10 estados tem o índice de mortes violentas por 100 mil habitantes maior que o Estado fluminense. E mais 4 estão em pé de igualdade.

É claro que o Rio de Janeiro não é o paraíso que deveria ser. Mas está longe de ser o local mais inseguro do Brasil para se viver.