Até Paulo Guedes concorda que há concentração bancária no Brasil

Por mais que a Febraban queira dizer que a concentração bancária é normal no Brasil, que em outros países da Europa também é assim, que o mercado bancário nos EUA é uma exceção, não dá para tapar o sol com a peneira. Até o guru do mercado concorda.

Paulo Guedes, Ministro da Economia, foi à câmara dos deputados hoje defender a reforma da previdência. Papo vai, papo vem, e surgiu o assunto sobre a concentração bancária brasileira que, de acordo com os críticos, provoca uma espécie de combinação de valor dos juros cobrados ao consumidor, sempre altos. Guedes disse que “o lucro dos bancos é alto porque são só ‘cinco ou seis’ instituições. Guedes afirma que ‘precisamos de competição, tudo no Brasil é cartelizado.”

Alguém discorda?

Mas as fintechs estão mudando este cenário. Basta elas terem coragem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *